REJUVENESCIMENTO FACIAL

O envelhecimento da face é inevitável. Com o passar do tempo, a pele que recobre a face sofre alterações como a diminuição da hidratação, a diminuição da gordura subcutânea e a perda da elasticidade. O peso da pele, associado a outras alterações estruturais, como a flacidez das fáscias e dos músculos, ou seja, a perda do tônus muscular, ocasiona dobras e rugas. A hereditariedade, o efeito da gravidade, o hábito de fumar, a alimentação inadequada, o sono irregular e a exposição excessiva ao sol, contribuem para o envelhecimento. A atenção a todos esses fatores determinantes, é de fundamental importância para a prevenção da aceleração do processo de envelhecimento facial.

Entre trinta e quarenta anos, os primeiros sinais na face se fazem notar, como o enrugamento da testa, a queda das sobrancelhas e da ponta nasal, o aparecimento dos "pés-de-galinha", o aprofundamento do sulco nasogeniano, a formação das bolsas palpebrais e de pequenas rugas labiais, além de outros sinais aparentes. A atitude de querer melhorar a aparência, não deve ser interpretada como vaidade, mas vista como uma forma de melhorar a autoestima e valorização da imagem de si próprio.

O momento certo para submeter-se a uma plástica facial, estará diretamente relacionado com o objetivo de cada paciente. A partir dos quarenta anos de idade, muitas vezes, inicia-se a vontade de realizar alguma mudança, entretanto, através de um diálogo franco com o cirurgião pode-se chegar ao consenso de adiar a cirurgia ou realizá-la, agregando um ou vários procedimentos cirúrgicos para alcançar um ideal. Podemos complementar o tratamento com peelings, preenchimentos e Botox. Todo paciente que decidir pelo procedimento cirúrgico, deverá submeter-se a um check-up pré-operatório e, se fumante, não fumar durante as 4 semanas anteriores.

A cirurgia consiste em incisar a pele em frente da orelha e um pouco acima, contornando o lobo auricular inferiormente e seguindo-se posteriormente até a implantação do cabelo (ritidoplastia ou lifting). A pele é descolada, suspendendo-se e fixando-se o plano muscular subjacente (SMAS), favorecendo um melhor posicionamento das estruturas do subcutâneo. O fechamento das incisões é feito através de delicados fios, proporcionando uma melhor cicatrização. Como a região do rosto é ricamente vascularizada, as cicatrizes geralmente com o passar do tempo tornam-se imperceptíveis.

Se existe a queda das sobrancelhas, realizamos a frontoplastia, levantando-as, associando-se ou não à cirurgia para remover o excesso de pele ou correção das bolsas palpebras (blefaroplastia), tanto a inferior quando a superior. Muitas vezes, se faz necessário a lipoaspiração da gordura da “papada” e ou fixação do musculo platisma do pescoço, otimizando, desta maneira, os resultados pós-operatórios da região cervical (pescoço). Para as rugas labiais, costumamos realizar a microdermoabrasão, deixando mais suaves os sulcos pré-existentes. outros procedimentos poderão receber indicação, dependendo de cada paciente, sempre objetivando uma melhor harmonia da face.

Recomendações
Pré e Pós-operatórias:

  • Evitar aspirina e não fumar pelo menos 4 semanas antes do procedimento. Informar sobre alguma medicação que esteja fazendo uso.
  • Lavar o cabelo na véspera da cirurgia.
  • Estar em jejum 8 horas antes do procedimento cirúrgico.
  • A alta estará prevista após algumas horas e dependerá do tempo e o trabalho realizado. O paciente irá para casa com um curativo, uma faixa, colocada sobre a região operada e será retirada em 24 horas.
  • Evitar molhar os locais de sutura.
  • Após a retirada do curativo, evitar movimentos bruscos com a cabeça. Recomenda-se repouso durante 10-15 dias. O rosto estará edemaciado, com hematomas, embora menores em relação como ocorriam no passado. Existirá algum desconforto ou dolorimento, sendo necessário tomar, eventualmente, analgésicos.
  • Usar chá de camomila gelado sobre os olhos e em todo o rosto nos primeiros 3 dias, sendo no primeiro dia, ininterruptamente.
  • Os pontos serão removidos totalmente entre 10 e 14 dias.
  • Evitar exercícios durante 30 dias.
  • Evitar lentes de contato e pinturas por duas semanas, brincos por 40 dias e sol até o desaparecimento completo dos hematomas.
  • Nos primeiros dias deve-se utilizar um travesseiro mais alto para apoiar a cabeça.

O resultado definitivo aparecerá em semanas ou meses, sendo necessário, como em qualquer outra cirurgia, eventuais ajustes, isto por que, cada pessoa responderá de uma maneira diferente, com retração dos tecidos para mais ou para menos. Assim, recomenda-se que o paciente esteja preparado para o pós-operatório, deve aguardar o período de recuperação, onde as estruturas se acomodarão com o passar do tempo. Qualquer dúvida deve ser dirimida com o cirurgião, com espontaneidade e confiança, sendo o profissional a pessoa mais indicada para lhe dar a melhor orientação a respeito. Seguindo todas estas recomendações, ciente das etapas a serem ultrapassadas no pós-operatório e tendo a segurança de estar sob os melhores cuidados, estas são, condições essenciais para uma convalescença tranquila e a espera dos bons resultados.



Procedimentos
PLÁSTICA DE NARIZ

A rinoplastia é a cirurgia plástica mais antiga e está entre as mais realizadas em todo o...


Saiba Mais

AUMENTO DO MENTO

O mento é a região do queixo e como parte integrante da face, representa importante papel no...


Saiba Mais

ORELHA EM ABANO

A orelha em abano é uma alteração que se caracteriza por uma ausência de dobras na sua...


Saiba Mais

REJUVENESCIMENTO FACIAL

O envelhecimento da face é inevitável. Com o passar do tempo, a pele que recobre a face sofre...


Saiba Mais